Ginecomastia

O procedimento

Ginecomastia é o aumento excessivo da mama masculina. Esse aumento pode ser causado naturalmente por acúmulo de gordura, desiquilíbrio hormonal entre estrógenos (estimulantes do tecido mamário) e andrógenos (inibidores), ou idiopáticas (sem causa certa ou conhecida). A incidência da Ginecomastia é maior em crianças, adolescente e idosos, épocas da vida com alterações e desenvolvimento hormonal.

O problema pode estar vinculado a outras causas como decorrência da prática de atividades físicas após uso de anabolizantes, obesidade, neoplasias, doença sistêmica, medicações, álcool e drogas como maconha, heroína e anfetamina. Algumas vezes a ginecomastia desaparece espontaneamente, mas nos casos em que ela persiste o problema pode ser corrigido com procedimento cirúrgico relativamente simples e com bons resultados estéticos.

O primeiro requisito para a realização da cirurgia é conhecer a causa do problema. É preciso descartar quaisquer causas endócrinas ou associação com doenças. Além disso, a mama precisa estar estável, ou seja, não está nem avançado nem regredindo o desenvolvimento da ginecomastia.

As duas principais técnicas cirúrgicas podem ser usadas de maneira separada ou mesmo combinadas: Lipoaspiração (retirada de gordura) e Adenectomia (retirada da glândula mamária). Nos pacientes com excesso de pele, pode ser necessária também a ressecção deste excedente.

Essa cirurgia melhora não só a aparência do peitoral do homem como também sua autoestima. Muitos pacientes de ginecomastia não tiram a camisa, com vergonha do aspecto feminino do peitoral.

Importante:

Resultados definitivos somente devem ser considerados após 12 meses da cirurgia. Eventualmente podem ser necessários retoques cirúrgicos, que não significam incapacidade técnica, mas sim uma revisão cirúrgica para se alcançar resultados ainda melhores.

Indicações pré-operatórias

• Não tome aspirina ou remédios contendo AAS (ácido acetil salicílico) e vitamina E, ou Ginko Biloba pelo menos nas duas semanas que antecedem à cirurgia.

• Não tome medicamentos para emagrecer e diuréticos, por um período de 10 dias antes da cirurgia.

• Comunique ao seu médico caso manifeste erupção na pele ou herpes.

• Não se exceda em exercícios físicos, alimentos e não tome bebidas alcoólicas.

• É recomendável o uso de roupa de algodão no dia da cirurgia.

• Avise ao médico se estiver resfriado ou apresentar sintomas de conjuntivite, herpes ou infecções na semana anterior à cirurgia.

• Não use substâncias tóxicas ou drogas nas duas semanas antecedentes a cirurgia.

• Não fume nos 30 dias que antecedem a cirurgia e nas duas semanas de pós-operatório.

Pós-operatório

As orientações para os cuidados no pós-operatório serão passadas a você pelo seu Cirurgião Plástico e devem ser seguidas à risca para que haja uma boa evolução

A Cirurgia

Na cirurgia de ginecomastia apenas por crescimento da glândula, é feito um pequeno corte na parte inferior da aréola cuja cicatriz fica quase imperceptível com o passar do tempo. A anestesia usada pode ser local, com sedação, ou geral, de acordo com a indicação e, geralmente, o paciente recebe alta no mesmo dia, não necessitando de internação.

Simon propôs, em 1973, uma classificação baseada na proporção de aumento mamário:

• Tipo I: pequeno aumento mamário sem excesso de pele.

• Tipo IIa: aumento moderado da mama sem excesso de pele.

• Tipo IIb: aumento moderado com excesso de pele.

• Tipo III: aumento acentuado com excesso de pele.

Dependendo do exame físico, seu médico irá propor a melhor técnica para cada caso. São elas: cicatriz ao redor da aréola para casos apenas com aumento da glândula sem gordura, lipoaspiração em casos com mama gordurosa com ou sem cicatrizes ao redor da aréola, e por último para pacientes com gordura e flacidez de pele serão necessárias cicatrizes maiores.

Perguntas Frequentes

Em quanto tempo atingirei o resultado definitivo?
Apesar do resultado imediato ser muito bom, somente na fase mencionada como "período tardio" é que as mamas atingirão sua forma definitiva.
O pós-operatório desta cirúrgica é doloroso?
Geralmente não. O pós-operatório é bastante confortável desde que você obedeça às instruções médicas, principalmente quanto à movimentação dos braços nos primeiros dias. Eventualmente poderá haver dor, mas que facilmente cederá com os analgésicos comuns.
Há perigo nesta operação?
Raramente a Ginecomastia traz sérias complicações, desde que realizada dentro de critérios técnicos. Isto se deve ao fato de se preparar convenientemente cada paciente para o ato operatório, além de ser uma cirurgia relativamente rápida, de pequeno/médio porte.
Qual o tipo da anestesia utilizada?
Anestesia local com sedação ou geral.
Quanto tempo dura o ato cirúrgico?
Em média entre 90 a 120 minutos se necessário a Lipoaspiração. Entretanto, o tempo da cirurgia não deve ser confundido com o tempo de permanência da paciente no Centro Cirúrgico, que envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória.
Qual o período de internação?
Entre doze e vinte quatro horas.
São utilizados curativos?
Sim. Curativos especiais, trocados periodicamente pela equipe do cirurgião.
Quando são retirados os pontos?
Geralmente os pontos são retirados entre 7 e 10 dias após a cirurgia. Quando são usados fios absorvíveis, não há a necessidade de retirada de pontos.
Qual a evolução pós-operatória?
Não esqueça que, até que se consiga atingir o resultado almejado, as mamas passarão por diversas fases. Entretanto, poderá lhe ocorrer alguma preocupação no sentido de “desejar atingir o resultado final antes do tempo previsto”. Seja paciente, pois seu organismo se encarregará de dissipar todos os pequenos transtornos intermediários que, infalivelmente chamarão a atenção de alguma pessoa que não se furtará à observação: “SERÁ QUE ISTO VAI DESAPARECER MESMO? ” É evidente que toda e qualquer preocupação de sua parte deverá ser transmitida ao seu Cirurgião Plástico. Ele lhe dará os esclarecimentos necessários para sua tranquilidade.
Quando poderei retornar ao meu trabalho e exercícios físicos?
Normalmente liberamos para o trabalho em 7 dias e exercícios podem ser feitos inicialmente aqueles relativos aos membros inferiores, entre 15 a 21 dias, evitando-se o "alto impacto". Os exercícios que envolvam o tórax, geralmente devem aguardar além de 45 a 60 dias e devem ser retomados gradualmente.

Guia Pré-Operatório


  • Suspender o fumo conforme orientado em consulta

7 dias antes da cirurgia:

  • Evitar: Ginkgo Billoba, ômega 3 e alho (todos são estimulantes da circulação e aumentam o sangramento cirúrgico)
  • Não tomar: Aspirina (AAS)
  • Tomar de 2-3 litros de líquidos
  • Evitar bebida alcóolica
  • Manter exercícios físicos, caso não faça, fazer caminhada por 30 minutos diariamente
  • Alimentação leve, evitando alimentos gordurosos
  • Durma com qualidade, respeitando o seu cansaço e evitando alimentação próxima ao momento de deitar
  • Não fazer viagens longas 1 dia antes da cirurgia
  • Jejum absoluto inclusive água 8h antes da cirurgia

  • Tomar medicamento de rotina com mínimo de água (Informar o Dr. Fabrício/assistentes)
  • Não ir de cabelo molhado para o Hospital
  • Levar para o hospital todos os exames pré-operatórios
  • Leve roupa “prática” com botões e chinelos
  • Leve medicamentos de uso contínuo
  • Não leve objetos de valor e supérfluos
  • Retirar brincos, piercing ou qualquer outro tipo de metal
  • Antes da cirurgia Dr. Fabrício passa quarto e conversa com paciente e familiares
  • O paciente é levada ao centro cirúrgico onde será realizada a anestesia local e sedação ou geral, conforme explicado no consultório
  • O tempo cirúrgico depende se terá ou não lipoaspiração e/ou ressecção de pele. Seu caso foi analisado detalhadamente com Dr. Fabrício Camargo
  • No fim da cirurgia colocamos a cinta cirúrgica e o paciente é encaminhado para a recuperação anestésica
  • Dr. Fabrício passa no quarto para conversar com familiares dando todas as informações inerentes ao ato cirúrgico
  • Em seguida o paciente é levada para o quarto onde será oferecido líquido e dieta
  • Mantemos o aparelho Flebopress (massageador de permas) para evitar trombose

  • A alta médica é dado no mesmo dia ou no dia seguinte, onde o paciente será examinado e todas dúvidas esclarecidas

Orientações para Ginecomastia:

  • Alimentação rica em proteínas (frango ou peixe), frutas e verduras. Evite gorduras
  • Tome muito líquido (3L/dia): água, suco natural, gatorade e a água de coco
  • Você não está doente, portanto não fique apenas deitado Quando estiver descansando movimente membros inferiores e mãos
  • Modelador cirúrgico 24h. Tirar apenas para o banho, mas não molhar o curativo até o primeiro retorno
  • Não realizar esforço físico. Dirigir, academia e exposição solar após liberação médica
  • Evite todas as formas de calor
  • Drenagem pode ser necessário, porém após avaliação médica
  • Ter febre baixa no pós-operatório é normal, mas se exceder 38°.C entre em contato
  • Seguir receita médica
  • Dor leve, equimose (roxo), discreto sangramento e edema (inchaço) nos primeiros dias são normais.
  • Lembre-se: o sucesso da cirurgia também depende de você. Boa Recuperação!

  • Material para curativos: gaze e micropore (3M)
  • 1° Retorno: entre o 3° - 6° dia (limpeza da ferida)
  • 2° Retorno: entre 7° - 10° dia
  • 3° Retorno: entre 14° - 20° (retirado pontos se necessário)
  • O próximo retorno é por volta de 1 mês de cirurgia
  • Dirigir, relação sexual e academia dependem da recuperação individual de cada paciente.

Considerações Finais

Por favor, leia atentamente

Esclarecemos que o procedimento cirúrgico deve ser realizado segundo técnicas cirúrgicas consagradas e publicadas cientificamente. Enfatizamos que em cirurgia plástica não há promessa de resultados o que, eticamente, não deve ser feito, uma vez que a própria medicina não é uma ciência exata e dependeremos da sua reação orgânica pós-cirúrgica para o alcance de nossos objetivos.

O código de normas e condutas do Cirurgião Plástico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica proíbe a exibição de fotos de pré e pós-operatório nos meios de comunicação, como jornal, internet e TV, mesmo que haja autorização do paciente.

Também é vedada a divulgação de preços e condições de pagamento.

Sua consulta é fundamental para completo esclarecimento, inclusive complicações inerentes a qualquer procedimento médico.

Verifique se o seu médico pertence à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e está gabaritado a fazer a sua cirurgia.

Agende sua consulta

whats